Autoridade pra sempre

 O palco do nosso altar

As 72 horas de adoração 2015 da Igreja de Florianópolis enfatiza o tema “autoridade pra sempre”. Recentemente, durante o 13º retiro profético para a Igreja, todos foram ensinados acerca da “herança” a qual o Senhor nos delegou. Agora, porém, é tempo de ensino e prática da autoridade de Deus. Rick Joyner em O exército de Deus

se mobliza – parte 30 (2008) diz: olhemos a Grande Comissão, registrada em Mateus 28.18-20:

“Toda autoridade me foi dada no céu e na terra.

“Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo,

“ensinando-os a observar tudo o que vos tenho ordenado; eis que estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos.”

Ele começa nos dizendo que toda autoridade Lhe foi dada tanto no céu como na terra. Essa é a questão principal em nosso caso: quem tem a autoridade? Nosso objetivo principal é preparar o caminho para que o reino de Deus venha à terra, para que o Senhor tome a autoridade, que lhe foi concedida, sobre a terra. A principal forma que fazemos isso é nos colocando debaixo de Sua autoridade e compelindo os outros a fazerem o mesmo.

Parece que o diabo ainda está exercendo autoridade sobre a terra, mas autoridade sobre o céu e sobre a terra foi dada a Jesus. Ele irá exercer o Seu direito a essa autoridade no devido tempo, mas Ele está primeiro buscando aqueles por meio dos quais possa exercê-la. Assim como Satanás não senta ele mesmo em um trono na terra mas usa pessoas para fazer a sua vontade, o Senhor da mesma forma exerce a Sua autoridade por meio de pessoas. A terra foi dada para o homem a dominar, e o Senhor irá dominá-la por meio do homem.

A pregação do reino é a declaração legal de que Ele está vindo para tomar conta. Podemos levar isso adiante com total confiança dessa inevitabilidade. Servimos a uma causa que certamente prevalecerá, e nunca precisamos duvidar disso. O exército que está sendo enviado para declarar preparar para o Seu reino pode sofrer perdas, mas não perde a guerra.

Como também vemos na Grande Comissão, para preparar para o Seu reino, nós fazemos discípulos, não apenas convertidos. Discípulos são alunos que buscam conhecê-Lo e fazer a Sua vontade. Novamente, isso é uma questão de autoridade. Isso tem sido também uma das principais pedras de tropeço para os que procuraram cumprir o esse mandato. A distinção freqüentemente fica embaçada entre a autoridade do Senhor e a nossa. É essencial que mantenhamos a nossa atenção em ver a Sua autoridade estabelecida, não a nossa. Uma vez que começamos a procurar estabelecer a nossa, a queda é normalmente muito rápida.

Nosso objetivo é fazer discípulos, ensinando-os a fazer tudo que Ele ordenou, não apenas como seguir nossas ordens. Não podemos nos dar o luxo de perder esse foco se queremos, com êxito, pregar com o evangelho do reino e cumprir com a Grande Comissão em nosso tempo. A questão diz respeito à Sua autoridade, não a nossa. Não é uma questão de ver a Sua autoridade estabelecida sobre novos crentes, não apenas fazendo com que sigam a nós. Somente temos verdadeira autoridade espiritual ao grau em que estamos habitando e permanecendo no Rei. Toda a questão diz respeito a Ele. Logicamente que Ele delega a Sua autoridade aos Seus líderes, mas sempre é para o propósito de levar pessoas a Ele e ensiná-las a obedecer tudo que Ele tem ordenado.

Neste sentido,  a autoridade para alcançar todas as nações está em Cristo Jesus. Temos este chamado e agora é hora de alcançarmos mais Nações e vidas na autoridade à qual nos foi delegada como herança.

Vamos nestes dias de adoração e intercessão – nestas horas que estaremos diante de Deus – fazer da autoridade  do Senhor o palco do nosso altar. Ele é a base – Cristo em vós, esperança da glória.

_Pr. Israel Braglia

Chamada
72h2015_pub3

 SERVIÇO

O quê: Fluir 72 horas de adoração 2015
Quando: 02 a 05 de abril (feriado semana santa).
Local: Rua Emir Rosa, 537 – Centro. Florianópolis, SC (em frente ao Colégio Bom Jesus Coração de Jesus).
Entrada Franca para todo o evento.

Igreja de Florianópolis – Proclamando a Verdade