A convocatória de jejum e oração em Brasília

Na segunda-feira, dia 15 de julho de 2013, ocorreu em Brasília o findar do ato profético de 21 dias de oração pela Nação. Alguns líderes e pastores se reuniram por 12 horas de oração na sede INSEJEC para clamar pelo Brasil enquanto que um grupo de cantoras e ministros do evangelho se encontrou com a Presidenta do Brasil no gabinete da presidência da república.


Sede da INSEJEC.

Nossos pastores Adalberto e Luizita Braglia lá estiveram e participaram deste ato solene em frente à Esplanada dos Ministérios e dentro do Senado na Capital Federal – orando e clamando por nossa nação.


Pastor Adalberto em Brasília.

Por mais que nas redes sociais e nos veículos de comunicação online alguns evangélicos se demonstrem contrários ao que ocorreu, cremos que tudo foi direcionado conforme os planos e a oportunidade de Deus. O mesmo aconteceu no ano 1987 quando pastores, direcionados pelo Espírito Santo –, se reuniram na Capital Federal e oraram com o presidente José Sarney.


Encontro de pastores em Brasília – 1987.


Oração com o presidente – 1987.

Hoje, 26 anos após, a realidade espiritual da Nação mudou e cremos que Deus possui suas estratégias para o avivamento que antecede a Sua vinda. Deus trouxe muitas palavras à sua Igreja e aos Seus profetas neste dia, parte dela descrevemos a seguir.

Uma nova unção profética está vindo como labaredas de fogo sobre o Brasil:

 JOEL 2

Tocai a trombeta em Sião, e clamai em alta voz no meu santo monte; tremam todos os moradores da terra, porque o dia do SENHOR vem, já está perto; Dia de trevas e de escuridão; dia de nuvens e densas trevas, como a alva espalhada sobre os montes; povo grande e poderoso, qual nunca houve desde o tempo antigo, nem depois dele haverá pelos anos adiante, de geração em geração.

Diante dele um fogo consome, e atrás dele uma chama abrasa; a terra diante dele é como o jardim do Éden, mas atrás dele um desolado deserto; sim, nada lhe escapará. A sua aparência é como a de cavalos; e como cavaleiros assim correm. Como o estrondo de carros, irão saltando sobre os cumes dos montes, como o ruído da chama de fogo que consome a pragana, como um povo poderoso, posto em ordem para o combate.

Diante dele temerão os povos; todos os rostos se tornarão enegrecidos. Como valentes correrão, como homens de guerra subirão os muros; e marchará cada um no seu caminho e não se desviará da sua fileira. Ninguém apertará a seu irmão; marchará cada um pelo seu caminho; sobre a mesma espada se arremessarão, e não serão feridos.

Irão pela cidade, correrão pelos muros, subirão às casas, entrarão pelas janelas como o ladrão.
Diante dele tremerá a terra, abalar-se-ão os céus; o sol e a lua se enegrecerão, e as estrelas retirarão o seu resplendor. E o Senhor levantará a sua voz diante do seu exército; porque muitíssimo grande é o seu arraial; porque poderoso é, executando a sua palavra; porque o dia do Senhor é grande e mui terrível, e quem o poderá suportar?

Ainda assim, agora mesmo diz o Senhor: Convertei-vos a mim de todo o vosso coração; e isso com jejuns, e com choro, e com pranto. E rasgai o vosso coração, e não as vossas vestes, e convertei-vos ao Senhor vosso Deus; porque ele é misericordioso, e compassivo, e tardio em irar-se, e grande em benignidade, e se arrepende do mal. Quem sabe se não se voltará e se arrependerá, e deixará após si uma bênção, em oferta de alimentos e libação para o Senhor vosso Deus?

Tocai a trombeta em Sião, santificai um jejum, convocai uma assembléia solene. Congregai o povo, santificai a congregação, ajuntai os anciãos, congregai as crianças, e os que mamam; saia o noivo da sua recâmara, e a noiva do seu aposento.

Chorem os sacerdotes, ministros do Senhor, entre o alpendre e o altar, e digam: Poupa a teu povo, ó Senhor, e não entregues a tua herança ao opróbrio, para que os gentios o dominem; por que diriam entre os povos: Onde está o seu Deus?

Então o Senhor se mostrou zeloso da sua terra, e compadeceu-se do seu povo. E o Senhor, respondendo, disse ao seu povo: Eis que vos envio o trigo, e o mosto, e o azeite, e deles sereis fartos, e vos não entregarei mais ao opróbrio entre os gentios. Mas removerei para longe de vós o exército do norte, e lançá-lo-ei em uma terra seca e deserta; a sua frente para o mar oriental, e a sua retaguarda para o mar ocidental; e subirá o seu mau cheiro, e subirá a sua podridão; porque fez grandes coisas.

Não temas, ó terra: regozija-te e alegra-te, porque o Senhor fez grandes coisas. Não temais, animais do campo, porque os pastos do deserto reverdecerão, porque o arvoredo dará o seu fruto, a vide e a figueira darão a sua força.

E vós, filhos de Sião, regozijai-vos e alegrai-vos no Senhor vosso Deus, porque ele vos dará em justa medida a chuva temporã; fará descer a chuva no primeiro mês, a temporã e a serôdia. E as eiras se encherão de trigo, e os lagares trasbordarão de mosto e de azeite. E restituir-vos-ei os anos que comeu o gafanhoto, a locusta, e o pulgão e a lagarta, o meu grande exército que enviei contra vós. E comereis abundantemente e vos fartareis, e louvareis o nome do Senhor vosso Deus, que procedeu para convosco maravilhosamente; e o meu povo nunca mais será envergonhado.

E vós sabereis que eu estou no meio de Israel, e que eu sou o Senhor vosso Deus, e que não há outro; e o meu povo nunca mais será envergonhado. E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões. E também sobre os servos e sobre as servas naqueles dias derramarei o meu Espírito. E mostrarei prodígios no céu, e na terra, sangue e fogo, e colunas de fumaça.

O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes que venha o grande e terrível dia do Senhor. E há de ser que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo; porque no monte Sião e em Jerusalém haverá livramento, assim como disse o Senhor, e entre os sobreviventes, aqueles que o Senhor chamar.

 ***

PALAVRA DO SENHOR

Hoje é levantado o Tabernáculo do Senhor no Planalto Central desta Nação chamada Brasil. Uma nova nação está nascendo – uma nova nação redimida pelo sangue de Jesus. O Senhor está restaurando a justiça do seu povo sobre essa nação (Isaías 54).

Hoje, se reúne aqui um vermezinho, o verme de Jacó. Um povo simples e humilde.

Mas Eu, o Senhor dos céus estou ouvindo a voz do seu clamor.

Decretamos assim que está proibida e destituída a anarquia nesta nação. Hoje a justiça foi cravada sobre esta terra em forma de espada. A retidão será estabelecida. A tirania estará distante. Você não terá nada a temer.  O pavor está removido para longe. Ele não, mas se aproximará. (Isaías 54.14).

A história da igreja na nação hoje foi escrita com pena de ouro pela mão do Rei das nações. Eu convoquei a muitos, mas só os que ouviram o alarido da trombeta compareceram. Eu convoquei a igreja para guerra e o exército não compareceu.

Poucos foram os voluntários. Mas por amor a esses Eu farei!

 Apenas poucos justos ouviram a convocação e obedeceram. Mas por amor a esses Eu não destruirei a nação. Eu cravei a espada no centro da nação, em meio às torres gêmeas – elas foram erguidas como torres de vigia para vigilância de homens. Hoje elas servirão de torres de vigia para a Igreja do Senhor sobre essa terra.

Brasil, as tuas eiras se encherão de trigo e tu não serás destruída. E tu não serás envergonhada. E não mais te chamarão desamparada, nação amada. Tu serás um celeiro de missionários e apóstolos sobre as nações. Todas as Noivas dessa nação serão abençoadas nesses dias. Todos receberão das porções liberadas nesse lugar. Mas só os que compareceram receberão os despojos dessa guerra.

 Israel, Israel, onde tu estavas quando te chamei? Que musica entoava em seus ouvidos para não ouvires o coro dos anjos, convocando o povo para guerra?

Que barulho te fez ensurdecer quando a trombeta de convocação tocou?

 Filhos, a cura dessa terra foi iniciada hoje como chuva. Ela molhou a terra seca.

 ***


Ministração na INSEJEC: Ana Paula Valadão. 

Antes de sair do Senado, uma carta escrita por nós, Igreja de Florianópolis, foi entregue à presidente Dilma Rouseff. Cremos no liberar profético de Deus sobre esta Nação.  Abençoamos, assim, o governo brasileiro profetizando que a justiça e o amor de Deus serão nesta nação estabelecidos: dias melhores para o Brasil – para sempre!

Um novo tempo está chegando para o Brasil. Dias de paz e não de mal, para alcançarmos o fim que desejamos (Jeremias 29.11).


Cantoras e líderes com a presidenta Dilma. 

Acompanhe o relato da pastora Ana Paula Valadão e o seu encontro com a presidenta neste dia.

 

Redação I.F On Line

Igreja de Florianópolis – Proclamando a Verdade