Fé e obediência

“Pela fé Abraão, sendo chamado, obedeceu, indo para um lugar que havia de receber por herança; e saiu, sem saber para onde ia.
Pela fé habitou na terra da promessa, como em terra alheia, morando em cabanas com Isaque e Jacó, herdeiros com ele da mesma promessa. Porque esperava a cidade que tem fundamentos, da qual o artífice e construtor é Deus. Pela fé também a mesma Sara recebeu a virtude de conceber, e deu à luz já fora da idade; porquanto teve por fiel aquele que lho tinha prometido. Por isso também de um, e esse já amortecido, descenderam tantos, em multidão, como as estrelas do céu, e como a areia inumerável que está na praia do mar. Todos estes morreram na fé, sem terem recebido as promessas; mas vendo-as de longe, e crendo-as e abraçando-as, confessaram que eram estrangeiros e peregrinos na terra. Porque, os que isto dizem, claramente mostram que buscam uma pátria. E se, na verdade, se lembrassem daquela de onde haviam saído, teriam oportunidade de tornar. Mas agora desejam uma melhor, isto é, a celestial. Por isso também Deus não se envergonha deles, de se chamar seu Deus, porque já lhes preparou uma cidade” (Hebreus 11:8-16)

Conforme Hebreus 11.8-16 – Pela fé Abraão caminhou em direção a sua verdadeira casa – o lar celestial. Nossa caminhada por este mundo é semelhante ao nosso pai Abraão. Deus nos tira do meio de nossa parentela (mundo) e nos convida a irmos para um lugar que Ele tem preparado para nós, isto é:  O LAR CELESTIAL.

Precisamos entender que o caminho é longo, difícil, cheio de armadilhas e não possui atalho. Mas os que caminham por ele serão moldados pelo Rei para reinar com Ele.

Este caminho é somente para aqueles que se dispõem a correr a corrida que está proposta (Fl. 3.14) até chegar a cidade que está no Céu – A Nova Jerusalém (Vs. 20).

No decorrer da caminhada iremos perceber que não há coincidências, mas encontros promovidos pelo próprio Deus.

À medida que formos aprendendo a viver por fé a cada dia, passaremos a nos sentir mais em casa do que em qualquer outro lugar. Percebi isto quando cheguei a ultima vez em Israel. Tive a sensação que havia chegado em casa. Embora fosse um lugar distante, mas é lá que Deus tem se manifestado de uma maneira mais intensa e o melhor lugar do mundo para O adorá-lO.

Muitas vezes temos dúvida em relação ao nosso trajeto se estamos no caminho certo em nossa jornada, mas o sinal mais evidente que estamos no caminho correto é quando percebemos que ele nos leva para mais PERTO DE DEUS. O caminho de Deus é perfeito e sempre nos levará para mais perto de Sua presença.

No livro “Fogo na Montanha” Rick Joyner nos mostra que três coisas são vitais para que permaneçamos no caminho correto:

  • 1º Reconhecer a voz do Senhor;
  • 2º Obedecê-lO.
  • 3º Permanecer em Sua presença.

Quando Lú e eu fomos a última vez em Chipre, alugamos um carro (de mão inglesa) e sabia em meu coração que deveria levar a tocha no cume do monte Olimpo (quase 3000 metros de altura). Ao iniciar a subida, o tempo virou e à medida que subíamos a temperatura começou a cair de 20 para -1 grau centígrados. Embora quatro moradores locais dissessem que não deveríamos subir sob pena de derrapagem do carro (devido o gelo na pista), eu ouvia a voz de Deus em meu coração, dizendo para ir até o fim. E quando chegamos ao cume do monte, grande foi a nossa emoção e alegria.

O caminho de Deus sempre é arriscado, sempre sentimos medo, porque o inimigo sempre está rondando e procurando nos devorar (I Pe. 5:8), mas também não tem maior emoção do que caminhar e arriscar-se por Ele. Nossa jornada é semelhante a uma caça ao tesouro que sempre é repleta de perigo e suspenses. Na verdade estamos na maior expedição e aventura que se pode existir.

A maior segurança do cristão é estar sempre no centro da vontade do Senhor – Não há lugar no mundo mais seguro do que este. É mais seguro caminhar em um campo minado com o Senhor do que estar abrigado em um bunker sem Ele.

A cada dia devemos ESCOLHER conhecer a voz de Deus, FAZER Sua vontade e PERMANECER em Sua presença. Estas três coisas nos irão guardar e guiar-nos em direção ao cume do monte (Sl 24.3-4).

Tenham uma excelente semana.

Beijos;

_Pastor Adalberto Braglia

 

Igreja de Florianópolis – Proclamando a Verdade