Florianópolis receberá metrô de superfície que fará a ligação do continente desde Barreiros (São José, SC) até o centro da cidade.

Nesta terça-feira duas caminhonetes e dois automóveis cruzaram parte da ponte Hercílio Luz. A passagem dos carros, no dia que o cartão-postal da Capital completa 82 anos, foi um teste do Departamento Estadual de Infra-Estrutura (Deinfra) para mostrar que a primeira fase das obras de restauração está concluída.

Os veículos saíram da cabeceira insular até o vão central da ponte. A ligação Ilha-Continente não recebia veículos há 17 anos, desde que foi fechada para tráfego, em 1991.

— A estrutura nem rangeu — comentou o engenheiro Cássio Magalhães, coordenador da obra de restauração.

Na primeira etapa do trabalho, que está orçada em R$ 21 milhões e deve ser concluída até o final do ano, estão sendo recuperadas as duas pistas (viadutos) que ligam o vão central à Ilha e ao Continente.

Metrô de superfície

O presidente do Deinfra, Romualdo França, garantiu que, após a restauração, a estrutura inaugurada em 1926, terá condições de suportar o peso de um metrô de superfície planejado para operar entre o bairro de Barreiros, em São José, e o Centro da Capital.

A idéia é que a implantação do metrô coincida com o final das obras na ponte, que se integraria ao sistema de transporte da Grande Florianópolis e, ainda, teria espaço para pedestres e ciclistas. Segundo França, o metrô está orçado em R$ 250 milhões.

 

Fonte: Diário Catarinense