Ninguém matou a Cristo, Ele escolheu a morte por amor. Ele sendo Deus poderia ter feito outra escolha, mas decidiu se entregar por amor. Esse amor incompreensível não tem limites, pois não há limites para aqueles que se entregam à vontade de Deus. É em prol desse amor que devemos lutar, é por esse Deus que devemos nos entregar.

O comodismo leva à apostasia, a apostasia leva ao esfriamento, o esfriamento leva à morte. Muitos estão mortos e poucos sobrevivem à indiferença da vida com Cristo. A igreja precisa de um renovo. É tempo de nova esperança.

A esperança não é o que eu devo esperar, mas é o inesperado, o improvável e o impossível de Deus. Enquanto eu espero em Deus, Ele me dá tudo o que eu preciso. Entretanto a vitória de nossas guerras ainda não foi vencida. Enquanto o Cordeiro mudo é morto numa cruz, os céus preparam ao som das trombetas a volta do rugido do Leão da Tribo de Judá. O nosso Deus vem, Ele tem pressa.
Lutar, lutar, lutar até que o Cordeiro se torne Leão! Este é o nosso anseio. Este é o nosso chamado. Isto é a nossa vida: que o Cordeiro receba a recompensa do Seu sofrimento.

O sexto retiro de jovens da Igreja de Florianópolis ocorre entre 23 e 25 de Julho na praia de Canasvieiras com o objetivo de acender a chama nos corações de jovens inflamados de paixão. O diabo rouba a chama e a transforma em monotonia -, ele gera nos corações procrastinação. Entretanto ouvir a Deus é escolher sabedoria. Deus nos chama a estar com Ele para nos revelar pela Sua Palavra, que Ele – o Rei – habita dentro de nós e que através Dele todas as coisas nos são possíveis. Pela fé, neste retiro nada nos será impossível. Não haverá limites para nós!

Informe-se mais neste site.