Deus sempre teve o propósito de imprimir a Sua imagem na sua criação que é o homem. Porém ao rebelar-se contra Ele, o homem a perdeu. Desse modo surgiu então a necessidade do arrependimento para uma conseqüente conversão. Ora conversão não é apenas um “aceitar a Jesus e continuar vivendo a vida do passado”. Conversão segundo a Bíblia é uma mudança radical de atitude, uma vez que Deus é santo e requer de todo aquele que a Ele se chega, seja também santo como prova de um desenvolvimento de salvação.

 

Aquele que é realmente convertido não pode mais andar em pecado, mas o pecado deve ser repugnante e detestável à ele. Uma conversão genuína inclui uma obediência completa, pois uma obediência parcial é inexistente sob o ponto de vista de Deus. Ou nós obedecemos ou falhamos. Não há meio termo.

 

Embora a vida que desejamos viver em Cristo nos pareça impossível, sem Jesus as coisas também não são fáceis, mas quando estamos em Jesus tudo fica mais fácil através da nossa fé. A única coisa impossível é aquilo que não foi tentado realizar, e isto depende unicamente de nós.

 

Como Paulo o apóstolo relata em Gálatas 2:20 “Agora Cristo vive em mim”. Desta forma nossas atitudes devem ser daqui para frente, semelhantes a do Senhor. A palavra do cristão deve ser confiável, assim como a do Senhor é. E também por ser o Senhor um Deus zeloso deve-se também ter zelo pelo seu Santo nome.

 

Outra característica daquele que é convertido é a maneira como se relaciona com o próximo. Há um provérbio que diz “ Sejas justo ao olhar para si mesmo, use a mente. Mas ao olhar o próximo, olhe com o coração” . O coração é a expressão do amor. E quem ama deve ser agradável. Quem ama não fere, porém cuida e zela.

 

O convertido deve tratar as pessoas como gostaria que os outros o tratassem. (amar o próximo como a si mesmo). Embora muitas vezes é difícil o relacionamento com pessoas que são diferentes de nós, contudo eu posso falar para Deus aquilo que eu não posso falar as pessoas, pois Deus é mais justo para julgar a minha causa.

 

Um coração convertido, também não vive murmurando pois a murmuração leva ao pessimismo, o que expressa falta de fé. Ora sem fé é impossível agradar a Deus (Hb. 11:5), e o resultado de Jesus na vida é alegria. O povo de Deus tem o direito de ficar triste, mas não o de ser triste. Pois o ficar é momentâneo e o ser é permanente.

 

A Alegria do Senhor é nossa força. E Jesus ainda não voltou por causa de nós, uma vez que as bênçãos não são fáceis de alcançar, porém elas vêm à medida que eu busco incessantemente a Deus. O que você faz com os 86.400 segundos do dia? Fica reclamando ou vive para Ele em alegria? Todo dia deve ser um dia surpreendente para você mesmo e para as pessoas que estão ao seu redor.

 

Quem sabe um dia sua vida poderá ser contada por alguém e ser copiada como exemplo.

 

Pr. Adalberto Braglia