Temor Alianca

A intimidade com Deus é para aqueles que O temem

Desejar estar com Deus é desejar a Sua Glória! Mas você sabe o que significa Glória de Deus?  Kabod – glória pesada de Deus – a glória do Senhor é tudo o que faz Deus ser Deus. Todas as suas características: autoridade, poder, sabedoria, majestade, etc. Literalmente o imensurável peso e magnitude de Deus estão contidos dentro de Sua glória. Isso ultrapassa tremendamente a nossa capacidade de compreensão e entendimento. Mas, nada é mais oculto ou retido, pois a Glória de Deus está revelada em Cristo Jesus! Hebreus 10:19-23 testifica isso dizendo:

 “Por isso, irmãos, por causa da morte de Jesus na cruz nós temos completa liberdade de entrar no Lugar Santíssimo. Por meio da cortina, isto é, por meio do seu próprio corpo, Ele nos abriu um caminho novo e vivo. Nós temos um Grande Sacerdote para dirigir a casa de Deus. Portanto, cheguemos perto de Deus com um coração sincero e uma fé firme, com a consciência limpa das nossas culpas e com o corpo lavado com água pura. Guardemos firmemente a esperança da fé que professamos, pois podemos confiar que Deus cumprirá as suas promessas.”

O propósito de encontrarmos a glória de Deus é justamente porque nela somos transformados à imagem e semelhança Daquele que é o Criador e Consumador da nossa fé, Jesus. Quanto mais intenso for o nosso relacionamento com Deus, mais intenso será o desvencilhar do nosso velho homem e seus velhos pecados e feridas da alma.

Contudo, para nos relacionarmos com Deus é indispensável que compreendamos que sua natureza é constituída de Santidade. Assim, para nos achegarmos a Ele, nosso coração deve estar em sintonia com sua Verdade, que é fundamentada em Seu amor, mas também em sua Justiça. O Senhor é o mesmo hoje, ontem e sempre, e Ele não mudará por causa dos nossos pecados. Nós é que precisamos do arrependimento que gera transformação, para então podermos alcançar a graça de estarmos em Sua presença. Por isso o temor do Senhor é como um tesouro precioso que devemos manter constantemente enraizado em nossos corações e mentes, já que ele abre o caminho que nos leva ao Pai. “A intimidade do Senhor é para os que O temem, aos quais Ele dará a conhecer a Sua aliança”. (Salmos 25: 14).

Mas o que vemos cada vez mais em meio ao povo de Deus são pessoas que continuam a viver para si mesmas, sem se importar com a Palavra da Verdade, e ao mesmo tempo confiando em uma salvação emocional que é destituída de poder para transformá-las. Sim, essas pessoas creem em Deus, mas a Bíblia declara: “Crês tu que Deus é um só? Fazes bem. Até os demônios creem e tremem”.  (Tiago 2: 19).

De que adianta reconhecer Jesus Cristo quando não há mudança no coração e, consequentemente, não há mudança de atitude? Deus não vai parar a sua obra por não estarmos prontos. O que irá acontecer é que nós mesmos nos excluiremos do Seu plano. Crer é mais do que reconhecer a existência de Jesus, crer compreende a obediência à Sua palavra e à Sua vontade, assim como esclarece Hebreus 5:9 – E, tendo sido aperfeiçoado, tornou-se autor da salvação eterna para todos os que lhe obedecem”. Crer é obedecer e obedecer é crer.

Infelizmente o pecado se torna eminente na vida da igreja, pelo fato da justiça de Deus não ser imediata. Ledo engando, o julgamento adiado não é ausência de julgamento. Embora uma pessoa peque cem vezes e ainda viva por muitos anos, sabemos que aqueles que temem a Deus estarão em melhor situação. “Porque todos nós temos de nos apresentar diante de Cristo para sermos julgados por Ele. E cada um vai receber o que merece, de acordo com o que fez de bom ou de mau na sua vida aqui na terra”. (2 Coríntios 5:10).

Muitas dessas pessoas confusas pensam que são salvas, quando na verdade não são. A igreja que está infectada e enferma pela falta de temor é incapaz de ajudar a sociedade a encontrar O Caminho que leva à Verdade e à Vida.

Mas existe uma esperança – Os Remanescentes. Aqueles que serão a nova voz que clama no deserto, anunciando e preparando a segunda vinda de Jesus.

Deus confia em Seus remanescentes. Eles darão a sua própria vida e amarão e servirão ao Senhor a todo custo.  Jesus não voltará até a restauração de todas as coisas. Deus restaurou o templo natural de Israel, mas o templo de um remanescente não é um templo natural, mas uma tocha viva que pulsa em seu coração. Este santo templo será consertado e restaurado à sua divina ordem para a Sua glória mais uma vez. Eu creio!

O Senhor anseia pela reconciliação com sua Noiva. Uma reconciliação com aqueles que O temem verdadeiramente e que O amam acima de todas as coisas, a fim de lhes confiar Seus segredos, tesouros e missões. Como dito no início, nada mais está oculto ou retido, e sim acessível a nós pelo Novo e Vivo Caminho! Basta falarmos com Ele. Basta buscarmos Sua presença. Basta recebermos na mente e no coração sua Palavra de Vida, todos os dias, para que sejamos chamados…  Remanescentes!

 _Pra. Franciane Braglia

 

Igreja de Florianópolis – Proclamando a Verdade