Preparando A Geração De Henoc II

Então disse Jesus: “Deixem vir a mim as crianças e não as impeçam; pois o Reino dos céus pertence aos que são semelhantes a elas”. (Mateus 19:13-15)

As crianças são chamadas por Jesus “vinde a mim os pequeninos” (Mt. 19:13-15; Mc. 10:13-16; Lc. 18:15-17), pois Deus se agrada delas e tem propósito para suas vidas.

Os dias são difíceis e confusos se formam e o tempo da geração dos marcados pela tribulação se aproxima (O grito impensado de um espírito aflito – Israel Braglia), portanto devemos contribuir para o aprendizado e edificação da Geração de Henoc.

Sendo assim, não devemos sentir pena de nossas crianças e nem gerar nelas sentimentos de auto piedade. A auto piedade é um dos maiores inimigos de nossas crianças. Se ela se entregar a penas de si mesma, facilmente será desarmada e derrotada pelo inimigo.

Cada vez que começamos a pensar em nós com sentimentos de auto piedade, começamos a perder a força, fé e a coragem.

É grande honra para as crianças lutar nas batalhas do Senhor Jesus, O Grande Rei. Aquelas que tiveram suas vidas entregues no altar, devem viver somente para Ele.

A auto piedade é o inimigo mortal da geração das crianças atuais. Jamais devemos abrir a porta para inimigo, mostrando piedade a elas. Devemos dar a elas ESPERANÇA, CORAGEM, ensinando-lhes a PERSEVERAR. Ou seja, dar a elas o verdadeiro treinamento e armas que precisam.

JAMAIS devemos dar a elas piedade – deve-se ter mais temor a essa mentalidade do que a horda do mal que está no mundo.

Chegará o dia em que as crianças poderão brincar em paz e segurança com todas as criaturas (Is. 65:17-25). A recompensa dessas crianças será a chegada deste dia.

Ao lutar elas viverão uma vida cheia de aventuras e glórias, mais do que qualquer criança que leva uma vida de brincadeiras e fantasias.

Estas crianças chegando a idade de 10 anos, possivelmente expressarão características como OUSADIA, CORAGEM, CONFIANÇA, PUREZA e também NOBREZA.

Elas expressarão CALMA diante das tempestades e ameaças do inimigo e terão EXPERIÊNCIA e INTELIGÊNCIA, muito além de suas idades.

Vocês pais aprenderão muito a respeito das batalhas do Reino de Deus à medida que ensinam seus filhos, mesmo cometendo erros.

Devemos mostrar aos filhos que a nossa luta não é contra pessoas, mas contra os espíritos malignos que nelas atuam (Ef. 6:12) e que os demônios se odeiam uns aos outros, por isso constantemente lutam entre si, mas o que os mantém unidos é a batalha e o ódio contra nós.

Devemos ensiná-los que todas as pessoas sem Jesus carregam espíritos malignos, inclusive muitos cristãos (1 Jo. 5:19), e que eles os demônios tem medo de nós porque temos autoridade para ordená-los a lutarem entre si e se autodestruírem como aconteceu com os midianitas (Jz. 7:22).

Devemos ensiná-los a não terem medo, porque o medo enfraquece, paralisa, bem como produz pânico e tormento. (1Jo. 4:18).

E que uma vez que se peleja deve-se destruir a todos os inimigos e nunca bater em retirada. Não se deve retroceder até que o inimigo seja totalmente derrotado.

As batalhas darão muito ensino e experiência as crianças, mas a sabedoria vem do RIO DA VIDA. Este que transforma a EXPERIÊNCIA em SABEDORIA, trazendo a VISÃO que é verdadeira.

Devemos também ensinar as nossas crianças a não sentir vergonha ou retroceder diante das “gozações” dos coleguinhas por aquilo que creem. E que nunca busquem a aprovação de pessoas, somente de Deus. (Lc. 15:15). Ninguém que se importa com o que os outros pensam a seu respeito consegue vencer. Uma vez que você começa a recuar diante dos que são maus, torna-se presa fácil para eles, e consequentemente, seu prisioneiro.

Devemos ensinar a nossos filhos que devem beber da Água da Vida antes de tomar qualquer decisão importante ou de forte combate. Depois de orar objetivamente com fervor e intimidade, pedir coragem, sabedoria, e poder para vencer o inimigo. Devemos também orar pelos entes queridos que estão presos e cativos pela horda do mal.

Acima de tudo devemos levar nossas crianças a serem AMIGAS ÍNTIMAS do REI.

Ensiná-las que mesmo sozinhas elas podem derrotar um exército porque tem o Senhor ao seu lado e nunca retroceder, nunca largar a tocha porque a tocha é a PRESENÇA DO SENHOR.

Quanto a nós, o Senhor falou que temos que nos tornarmos como criança para entrarmos em seu Reino. (Mt. 18:2).

“Joquebede – é um grande exemplo de como se deve ensinar a criança no caminho em que se deve andar! Eu permiti o encontro de vocês para mostrar que o devido ENSINO e DISCIPULADO são nobres aos olhos de Deus.

Você já se imaginou vivendo num regime egípcio, sendo servo do Faraó ter seu filho em seus braços e, a cada dia beber do cálice da injustiça? Joquebede não olhou para si. Ela preferiu não olhar para as suas causas ou para o sofrimento dentro de si. ELA PREFERIU LEVAR O SEU FILHO AO DEUS DE ISRAEL. Ela o ensinou dentro da potência do mundo. Ela estava lá, nos palácios rodeada de toda sorte de demônios – ministrando sobre o Deus de Abraão, Isaac e Jacó. ELA NÃ0 FOI PERFEITA, mas foi EXCELENTE aos olhos do Pai. O que o Espirito Santo colocou em seu coração, ela obedeceu e colheu o fruto de sua obediência. O seu filho foi levado ao deserto, teve um real encontro com Deus, que ela tanto lhe falara e Deus o usou para tirar seu povo da escravidão.

O ensino tem eficácia, quando feito com PAIXÃO e VIDA. Joquebede deu tudo o que tinha – sua vida pelo ensino.

HOJE É PRECISO QUE PESSOAS COMO ELA SE LEVANTEM NAS MONTANHAS PARA ENSINAR A VERDADE.

O chamado ministerial daquela mulher atravessou as portas da eternidade e ela continua ensinando a quem Deus lhe ordena e permite. Ela é apenas um exemplo de que como ensinar os pequenos é valoroso para Deus.

SEM ENSINO NÃO HÁ VIDA – o ensino correto prepara o caminho para o Senhor.

Toda criança na montanha precisa receber em seu coração ensino que abra caminho para um real encontro com o Rei, assim como Moisés.

Vocês estão muito próximo do fim. As crianças da montanha hoje podem se tornar os visionários de amanhã – cuidem delas…”(O Castelo de Adar – Outras Palavras pgs. 39-40).

Pr. Adalbeto Braglia

Nação dos Montes