15anos Historia Pub

Da nossa família para a grande família IF

Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios (Salmo 90.12). Este salmo revela o que meu pai sempre diz: “conte seus dias”. Então fiz minhas contas e 15 anos correspondem 5.478 dias (incluindo os anos bissextos entre 09 de abril de 2000 a 09 de abril de 2015). 15 anos correspondem a metade da minha vida e a história da IF é um tesouro particular para a nossa família. Para a celebração destes 15 anos não quis escrever um texto institucional, mas pessoal – ser intimista agora é o que vale. São 15 anos da nossa história percorridos entre um povo, um monte e muitas nações da Terra.

O ano era 2000 e começava ali uma nova jornada num deserto espiritual. Eu e meu irmão éramos adolescentes e não imaginávamos o que estava para acontecer. Meus pais assumiam uma difícil missão: começar! O quê? – a incrível história resumida em duas letras: IF.

Naquela época tudo era muito difícil e nós não tínhamos nada – apenas uma Palavra de Deus: Isaías 61. Esta Palavra tem sido até hoje uma bandeira de esperança para cada um de nós. Hoje grande parte desta palavra já se cumpriu. Nestes 15 anos de Igreja o Senhor se revelou a nós como o nosso Deus forte, o nosso Pai fiel, o nosso amigo, nosso provedor, nosso sustento e principalmente a nossa felicidade. Sim, a nossa alegria está no Senhor. Hoje abrimos os nossos olhos e podemos enxergar tudo o que Jesus conquistou para nós. Recordar estas conquistas nos impulsiona ainda mais em avançar e não parar de lutar.

Lutar? Sim! A igreja começa num vale de opressão em abril de 2000. No sentido figurado, era o nosso deserto. O Senhor Deus levanta na nação a partir deste ano movimentos de louvor e adoração e ministérios proféticos, onde nós começamos a entender outro tipo de relacionamento com Deus – intimidade além dos limites que nos foram ensinados. Conhecer a Deus implica em conhecer as causas do Seu Reino e a lutar pelo Rei. Não existe luta sem guerra e ali começamos a lutar e desde então não paramos mais. Ali passamos a tocar uma trombeta para anunciar a volta do Senhor e a Sua santa presença. Deste vale avistamos uma montanha e nela passamos a subir – uma revelação chamada Monte Adar – que significa glória de Deus. Estamos subindo e lutando nesta montanha e nela a nossa história está escrita. Hoje já percorremos muitos patamares e alcançamos outros povos – Blumenau, Camboriú e penitenciárias da Grande Florianópolis. Assim temos hoje quatro igrejas: IF, IBlu, IC e IP – para cada uma delas há uma montanha diferente dada por Deus. Mas o salmista pergunta: “Quem subirá o monte do Senhor? Quem permanecerá no Seu santo lugar (Salmo 24.3)?” Nós estamos subindo!

Neste período, além das igrejas, nós temos percorrido as nações da Terra como obediência ao chamado do Senhor: Vim trazer fogo à terra, e como gostaria que já estivesse aceso! (Lucas 12.49). Este é nosso chamado missionário – o nosso Ide às nações em clamor. Em cada nação temos intercedido para que a chama da presença de Deus seja acesa e a Sua presença seja manifesta. Oramos e clamamos por salvação e avivamento. Já percorremos todos os países da América Latina, toda a Europa, toda a América do Norte, países da Ásia e da África, zonas de conflito entre os povos muçulmanos, o novo mundo e até as ilhas distantes como Nauru, Malta, Patmos, Lipsi, Galápagos, Córdoba, San Marino, Pascoa, etc. e vamos continuar avançando.

No Brasil percorremos todos os Estados e clamamos pela presença de Deus em cada lugar estratégico ao qual o Senhor nos direcionou. Além disso, visitamos todos os 295 municípios do Estado de Santa Catarina – o nosso Estado.

Mas não podemos nos esquecer de Jerusalém! Aprendemos a amar a Terra querida do nosso Deus e hoje Israel é a nossa segunda casa que desde 2008 temos ido todos os anos para a Terra Santa ter o “nosso shabbat” com o Rei de Israel. Em breve lançaremos uma publicação sobre Jerusalém e o futuro que nos bate a porta. Temos muitas publicações escritas e realizamos muitos seminários e retiros, além de conferências proféticas e não vamos parar, vamos continuar realizando.

Além disso, a arte sempre nos motiva. Entendemos que a arte é a mais bela forma de profetizar e, mais do que artistas, sabemos que somos intercessores e que nossa arte é um instrumento usado pelo Espirito Santo para tocar vidas. Assim, temos nossa companhia de teatro “Verdade em Cena” e o ministério de música e adoração “IF”, além dos grupos de performance “Efraim dança” e “Thilláh dança”.

Entre tantas atividades, porém, não deixamos ser igreja. Somos Igreja e o nosso Deus nos basta! Ao longo de nossa caminhada muita coisa aconteceu, pessoas conheceram ao Senhor, fortaleceram sua fé, ministraram na vida de outros. Uns chegaram e outros partiram, mas o alvo prosseguiu o mesmo: Jesus. Ele é nossa bandeira. Ele é aquele que morreu para que tivéssemos vida. Vivemos para Ele. Jesus Cristo é a nossa razão de viver, de existir e de lutar. Nós O amamos.

Eu e minha família estamos muito felizes por tudo o que Senhor nos fez. Hoje vivemos em dupla honra. Hoje o nosso futuro já começou e a nossa história não tem fim, pois “os que confiam no SENHOR são como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre (Salmo 125.1)”. Nós somos os remanescentes de um tempo que passou e uma nova história iniciou. Somos parte da Igreja do Deus vivo na cidade de Florianópolis. Somos unidos pelo mesmo amor. Somos IF, simplesmente IF.

Igreja, celebre a tua história! Parabéns.

_Pr. Israel e família Braglia