Um clamor pelas Nações

 

Movidos por uma palavra do Senhor, em outubro de 2012, eu e meu esposo Israel fomos até uma das sedes da ONU, na cidade de Genébra – Suíça, conhecida por sua neutralidade, para orar e profetizar o Governo Soberano de Jesus Cristo, nosso Deus, sobre todas as nações da terra.

A Organização das Nações Unidas representa a voluntária união de países com o objetivo comum de trabalhar em prol da paz e do desenvolvimento mundial. Nela, as nações mais fortes do mundo discutem e decidem os rumos sociais, econômicos, políticos e militares dos países que a compõem, bem como intervem em situações de conflito nos países cujo quadro político-governamental encontra-se desestabilizado e/ou não pacificado. Mas nós sabemos que o nosso Deus é o Deus de toda a terra, e “todo joelho se dobrará, e toda língua confessará que Eu sou Deus” (Romamos. 14:11). Assim, até Jesus voltar, a terra precisa ser incendiada com a luz da Sua maravilhosa presença, através da Sua Igreja, que proclama a Palavra da Verdade e percorre a terra anunciando as boas novas do Cordeiro Santo, que morreu, mas ressuscitou para que alcançássemos salvação.

Esta foi a nossa missão. Diante de todas aquelas 193 bandeiras em frente à sede da ONU, o Leão da Tribo de Judá bradou sua autoridade e soberania sobre toda terra, declarando: “o Altíssimo, tem domínio sobre o reino dos homens e a quem quer constitui sobre ele” (Daniel 5:21). E todas aquelas nações ali representadas curvaram-se diante daquele que é o único digno de receber toda honra, poder, majestade e adoração! “E reconhecerão que só tu, cujo nome é SENHOR, és o Altíssimo sobre toda a terra” (Salmos 83:18).

Além de orarmos na ONU, oramos na sede mundial da Unicef, na Organização mundial das Telecomunicações, na Organização mundial da saúde e Organização mundial do trabalho.

Louvado seja o Deus de Israel e o Seu Reino dure para sempre. Amém!

 

 – Pra. Franciane Heloise de Mello Braglia
Igreja de Florianópolis

 

Igreja de Florianópolis – Proclamando a Verdade