“O Senhor disse a Moisés: “Diga o seguinte aos israelitas: Vocês viram por si mesmos que do céu lhes falei: não façam ídolos de prata nem de ouro para me representarem. Façam-me um altar de terra e nele sacrifiquem-me os seus holocaustos e as suas ofertas de comunhão, as suas ovelhas e os seus bois. Onde quer que eu faça celebrar o meu nome, virei a vocês e os abençoarei. Se me fizerem um altar de pedras, não o façam com pedras lavradas, porque o uso de ferramentas o profanaria” (Êxodo 20:22-25).

O Altar é o lugar onde Deus escolhe para que seus filhos O adorem. O Altar é feito de pedras brutas para que a fonte da adoração comece em Deus e termine em Deus. Ele serve também para apresentar o nosso sacrifício a Deus. Sacrifício é uma oferta a uma divindade – neste caso ao nosso Deus.

O Altar é um lugar elevado e havia dois tipos deles: um de terra e outro de pedra (vs 24).

O Altar de pedras deveria ser bruta significando que Deus não se agrada da ciência ou a sabedoria humana – elas não tem validade para Ele. Todo culto deve começar nEle e terminar nEle.

No Velho testamento Deus havia instituído cinco ofertas que deveriam ser sacrificadas sobre o altar: o holocausto, manjares, ofertas pacificas (paz), pecado e culpa.

A palavra holocausto significa totalmente queimado – esta era a oferta de dedicação a Deus daquele que a oferecia. Romanos 12:1-2 diz que devemos apresentar o nosso corpo como sacrifício vivo, santo e agradável a Deus.

Vivo – significa espontâneo de coração servindo a Deus com alegria. Não deve ser apático, ou relaxado, ou ainda por obrigação ou peso, mas prazeroso.

Santo – A santidade faz parte da natureza de Deus. Sede santos porque Eu sou Santo (1Pe1:16); fugi da impureza(1Co6:18); mantenha-se afastado de toda forma do pecado; o que não provem de Fé é pecado(Rm 14:24).

Agradável – Alegre, entusiasmado em Deus – O entusiasmo deve ser uma marca nossa. Ter fervor no espírito (Rm 12:11).

Levítico 1:1-9 mostra que havia duas formas de sacrifício:

1º. Mudança de posição – O animal era trazido do campo para ser oferecido a Deus. Quando o sacrifício é separado para Deus e colocado no altar existe uma mudança de posição. Antes, nós estávamos no campo (mundo) agora estamos no Altar de Deus (Reino). Houve uma mudança radical de posição. Você antes era de si mesmo, mas agora pertence a Jesus e trabalha para Ele.

2º. Mudança de uso – O animal agora é separado conforme as partes para ser preparado para a queima. Significa que eu deixo Deus trabalhar em mim. Consagração é o fato de eu deixar-me ser trabalhado por Deus. Ele quer agir em mim para o perfeito deleite dEle. Consagração quer dizer totalmente dEle.

3º. Mudança de forma – O animal vira cinza – Deus quer transformar você a cada dia e vai consumindo o velho homem e vai gerando um novo homem agradável (aceitável) a si mesmo. A carne (nosso eu) torna-se cinza será totalmente queimada.

Em Números 28:4 – Deus instituiu o sacrifício continuo – um cordeiro pela manhã e outro pela tarde.

Pela manhã mostra que a consagração é algo contínuo, progressivo, lento, gradual até atingir o estágio da maturidade.

O fato de haver holocausto todos os dias é parte da misericórdia de Deus. Imagine se em nossa vida houvesse apenas um teste e nós fossemos reprovados!
Cada dia que amanhece é uma nova oportunidade para renovar-nos nossa consagração e termos um novo começo.

As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não tem fim, renovam-se a cada manhã – grande é Sua fidelidade (Lamentações 3:22-23).

Cada dia é um novo dia mesmo que tenha havido muitos fracassos no passado. Um novo dia dado pelo Senhor é sempre um novo começo.

Suponha que você tenha se consagrado pela manhã e no decorrer do dia você falhou, pecou e isto gerou desânimo, mas graças a misericórdia de Deus ainda há o sacrifico da tarde. E você pode se achegar a Ele confessar seu erro e receber o perdão e a noite pode deitar tranqüilo debaixo das asas do Senhor porque Ele te perdoou.

E na manhã seguinte teremos um novo início..
Tenha um excelente começo hoje!

Pastor Adalberto Braglia
Igreja de Florianópolis