Estão chegando os dias, declara o Senhor, em que esta cidade será reconstruída para o Senhor, desde a torre de Hananeel até à porta da Esquina  (Jeremias 31. 38)

Foi essa a palavra trazida no final de março de 2000 onde teve início a história da nossa Igreja. No mês seguinte começaram as atividades com base na profecia de Isaías 61.

“… enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos; a apregoar o ano aceitável do Senhor e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os tristes; a ordenar acerca dos que choram em Sião que se lhes dê uma grinalda em vez de cinzas, óleo de gozo em vez de pranto, vestidos de louvor em vez de espírito angustiado; a fim de que se chamem árvores de justiça, plantação do Senhor, para que ele seja glorificado”.

No dia 9 de abril aconteceu o primeiro culto em uma garagem no bairro Jardim Anchieta. Após dois meses de reuniões neste bairro, a Igreja passou a se reunir aos domingos numa sala de aula na Academia do Comércio de Santa Catarina na rua Hercílio Luz, no centro da capital. Em outubro do mesmo ano a igreja inaugura a sede no bairro Caeira do Saco dos Limões e obtém sua primeira sede oficial no centro da cidade, na esquina da rua Tenente Silveira com o calçadão da Deodoro e ali permanece  até o ano de 2009 – ano em que a sede da Igreja mudou para o atual prédio histórico fundado em 1903.

Em 2008 a Igreja de Blumenau nos foi dada por Deus como herança e agora as duas cidades caminham juntas diante do Senhor proclamando as verdades de Salvação e atraindo a presença do Espírito Santo por toda a Terra.

Outro ministério levantado pelo Senhor é a Igreja da Penitenciária que tem levado a palavra de Deus aos detentos do Presídio de São Pedro de Alcântara onde bons frutos já estão sendo colhidos.  Há também a “Igreja nas casas” que acontece no bairro do Carianos e Kobrasol todas as semanas.

Um monte para uma igreja profética

Em 2001 o Senhor Jesus nos trouxe a revelação do Monte Adar. Quando cantamos que queremos subir ao monte de Sião, isso não quer dizer que é uma forma ou uma expressão de buscar a Deus como antigamente, que vários varões subiam aos montes para falarem com Deus. Estes montes são montes de revelação que Deus mostra de guerra e de adoração constante. Esses montes são as Igrejas de Jesus. O Senhor Jesus quer revelar a cada Igreja Sua, qual o monte que ela está subindo, ou que precisa subir.

O monte do Senhor Jesus existe. Este monte mostra claramente a vida da igreja e das pessoas que a compõem. O Monte Adar é uma revelação da realidade da Igreja, que alcança patamares espirituais de acordo com a sua trajetória. Além disso, no mesmo ano o Senhor trouxe a direção de tocarmos uma trombeta como sinal profético de sua vinda e anunciação da sua presença declarando que a cidade pertence a Ele. Desde 2001 temos subido os patamares do Monte Adar e tocado a trombeta em cada culto, proclamando a verdade de Jesus.

A Espada e a Tocha

Em Efésios 6, a palavra do Senhor é ilustrada como uma espada. A Espada do Senhor é poder da Sua palavra e é destinada a quebrar maldições e as artimanhas do diabo. Desde o início, a igreja exerce da autoridade de Deus através da Sua espada, que é a palavra, proclamando a Verdade que liberta.

Desse modo, com a palavra dada pelo Senhor em 2003 de que a igreja deveria incendiar as nações (Lucas 12.49) com a presença de Deus e devolver o território a Ele, muitos guerreiros tem se disposto a ir as nações exercendo o ide (Mateus 28.19-20) e levantando a tocha que representa a presença de Deus.

Em 2012 todos os Estados brasileiros já haviam recebido a tocha do Senhor, Agora o objetivo  é muito maior, pisar em cada nação da terra.  E mesmo que no início parecesse impossível, o Deus que faz o inimaginável real, que torna o comum em extraordinário fez com que todos os países da América Latina fossem alcançados e pelo menos um em cada continente. Estados Unidos, Cuba, Egito, Guatemala, China, Angola, Itália, Alemanha, Inglaterra, Holanda, Japão, Austrália são algumas das nações que já receberam a porção da tocha do Senhor.

Ao longo dos 14 anos muita coisa mudou, pessoas conheceram ao Senhor, fortaleceram sua fé, ministraram na vida de outros. Uns chegaram e outros partiram, mas o alvo prosseguiu o mesmo: Jesus. Ele é nossa bandeira, aquele que morreu para que tivéssemos vida. Toda a honra, toda Glória seja dada ao Rei dos reis!

 

 Igreja de Florianópolis – Proclamando a Verdade